Notícias

Compartilhe

Facebook Tiwitter Google + i


Alfenas comemora o “Dia Nacional da Luta Antimanicomial”

por Ascom Última modificação em 09/05/2019 | 9h 20min |

De mãos dadas contracorrentes, a Prefeitura de Alfenas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com a LAAP (Liga de Atenção Psicossocial Arthur Bispo do Rosário, Unifenas, Unifal, IMED, CAPs – Centro de Assistência Psicossocial, Residências Terapêuticas e Centro de Convivência, promove nos dias 14, 16, 17 e 21 de maio evento em comemoração ao “Dia da Luta Antimanicomial”.

O evento traz neste ano o tema: - “DE MÃOS DADAS CONTRACORRENTES”, dando prosseguimento à luta de trabalhadores, pacientes com grave sofrimento psíquico e seus familiares por um tratamento dentro do que a Reforma Psiquiátrica Brasileira sempre defendeu. “Dizemos NÃO aos manicômios e todo 18 de maio relembramos as atrocidades ocorridas em manicômios para que não se esqueça, para que nunca mais aconteça”, lembra a Liga de Atenção Psicossocial neste dia de comemoração.

Na abertura do evento será realizado o II Simpósio da LAAP – Liga da Atenção Psicossocial Arthur Bispo do Rosário, no Auditório Professor Edson Vellano, Unifenas, Campus Alfenas, a partir das 19 horas.

Segundo a Liga Psicossocial da Unifenas, a entrada é franca e as inscrições prévias limitada ao número de assentos do auditório.

Mais informações através da Secretaria do Curso de Psicologia, telefone (35) 3299-3175, ou através do e-mail: ligapsicossocialunifenas@gmail.com. Para participar favor informar o nome completo, email e instituição.

18 DE MAIO – Dia Nacional da Luta Antimanicomial

O Movimento da Reforma Psiquiátrica teve início no Brasil, na década de 70, em pleno processo de redemocratização do país, com o lema “por uma sociedade sem manicômios”, e em 1987 teve dois marcos importantes para a escolha do dia que simboliza essa luta e que elegeram o 18 de maio como o Dia da Luta Antimanicomial, com o Encontro dos Trabalhadores da Saúde Mental, em Bauru/SP, e a I Conferência Nacional de Saúde Mental, em Brasília. Movimentos estes que resultaram na aprovação da Lei 10.216/2001, de Paulo Delgado, que trata da proteção dos direitos das pessoas com transtornos mentais e redireciona o modelo de assistência.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DO EVENTO ABAIXO