Notícias

Compartilhe

Facebook Tiwitter Google + i


Construção dos 300 novos apartamentos populares está em fase final

por Ascom Última modificação em 05/04/2019 | 16h 14min |

As obras dos 300 apartamentos do novo Conjunto Habitacional no Jardim São Paulo estão a todo vapor. Encontra-se em sua fase final de construção, com 85% dos serviços concluídos, faltando apenas acabamento, retoque interno, asfalto nos blocos do condomínio e jardinagem, além da arquitetura urbanística no local.

A obra iniciou em dezembro de 2017, e faz parte do Programa “Minha Casa, Minha Vida”, com investimento total de R$ 22,5 milhões, através de convênio com a Caixa Econômica Federal. Os recursos são liberados em contrato com a empresa responsável pela obra, a BM Engenharia Ltda.

A Prefeitura de Alfenas, por meio da Secretaria Municipal de Habitação e Participação Popular, espera que a conclusão dos trabalhos, prevista para o mês de junho, possa realizar brevemente a inauguração de mais um novo Conjunto Habitacional que será entregue aos novos beneficiários.

O Condomínio Tupã está sendo construído em um terreno na rua Emílio Pereira Esteves, no Jardim São Paulo. O local foi escolhido pela empresa responsável por identificar áreas adequadas para projetos de moradia, ocupando os chamados “vazios urbanos” – localidades inseridas em áreas com infraestrutura.

A instalação de unidades de moradias em vazios urbanos reduz o custo administrativo e contribui para a política de desenvolvimento da cidade, essa é mais uma preocupação de política social, sendo uma das prioridades da administração atual.

As famílias dos futuros moradores do Condomínio Jardim São Paulo também serão beneficiadas com uma creche que também já está em fase final de construção. É mais um investimento da Administração Municipal nas futuras gerações na região oeste da cidade, gerando desenvolvimento em infraestrutura urbana, com mais emprego e geração de renda no município.

De acordo com a construtora BM Engenharia, as 300 unidades, tem 42m2 cada uma, estão sendo construídas dentro do prazo de 18 meses. Ao todo, serão 17 blocos, sendo um deles com 12 apartamentos e os demais com 18 unidades cada uma.

As prestações variam de R$ 80 a R$ 270, dependendo do contrato, e serão quitadas em 120 meses. Não há inserção de juros nesse período. Os beneficiários estão sendo escolhidos a partir de um cadastro social realizado pela Secretaria de Habitação e Participação Popular, com regras definidas em assembleia, obedecendo os critérios fixados pela CEF. Um desses critérios é que as famílias tenham renda de até R$ 1,8 mil.