Notícias

Compartilhe

Facebook Tiwitter Google + i


Alfenas participa de Seminário sobre Violência Obstétrica em Passos

por Ascom Última modificação em 21/05/2018 | 10h 5min |

“Violência Obstétrica e Parto Humanizado” é o tema do seminário que acontece nesta quinta-feira, 24 de maio, às 19 horas, na Câmara Municipal de Passos. O Seminário tem como objetivo fomentar o debate a partir de olhares diversos sobre o tema, discutir o enfrentamento à violência obstétrica e, através do diálogo e da informação, garantir o direito das mulheres ao parto humanizado.

O evento é gratuito e aberto ao público direcionado a diversos públicos como estudantes, enfermeiros, médicos, assistentes sociais, advogados, educadores, gestantes/lactantes, ativistas e movimentos sociais.

Umas das faces da violência contra a mulher, a violência obstétrica é todo ato que ofenda de forma verbal ou física, as mulheres gestantes, em trabalho de parto e no pós-parto.

Tratamento humilhante, agressões verbais, recusa de atendimento, privação de acompanhante, realização de intervenções e procedimentos forçados e sem explicações e mesmo métodos tidos como “padrão” na atenção da mulher no trabalho de parto podem ser considerados violência obstétrica.

Pesquisa divulgada pela Fundação Perseu Abramo mostrou que uma em cada quatro mulheres sofre algum tipo de violência durante o parto. Algumas formas de violência obstétrica são mais fáceis de se perceber e outras são mais sutis, subjetivas, difíceis de serem percebidas.

O Seminário está sendo realizado através de parcerias entre a Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), Liga Acadêmica de Ginecologia e Obstetrícia (LAGO) – Liga Acadêmica de Saúde Materno Infantil (LASMI), IFSULDEMINAS, Geisa Teixeira deputada estadual, Dona Cida, Vereadora de Passos (MG).

 

Programação (Exposições e Debate aberto ao público)

Daniela Rosa – Socióloga – Coordenadora do PAGE – Programa de Acompanhamento da Gestante de Alfenas.

Geisa Teixeira – Deputada Estadual – Autora do Projeto de Lei 4677/2017 que dispõe sobre o combate a violência obstétrica em Minas Gerais.

Maria Paula Moraes Vasconcelos – Médica Ginecologista e Obstetra – Docente da UEMG - Coordenadora da Maternidade da Santa Casa de Passos.

Shayane Melo - Bacharel em Direito – Especialista em Direito Processual e Direitos Humanos – Doula e Ativista.

Tainara Cândida – Terapeuta Holística – Bioterapeuta e Doula.

Yeda Maria Antunes de Siqueira – Enfermeira Obstetra, Docente do IFSULDEMINAS Campus Passos.